quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

O QUE É UM MILAGRE



A palavra "milagre" vem de um vocábulo latino que significa "maravilhar". Um milagre é um ato que deixa os presentes maravilhados. 

Conta-se a história de "um cavaco que falou". 

João Williams, missionário à Índia estava construindo um templo para a igreja em Raratonga, quando deu falta de seu esquadro de carpinteiro. Apanhou um pedaço de carvão e escreveu num cavaco de madeira algumas palavras. Em seguida pediu ao índio chefe para levar o tal cavaco à sua esposa. "Que devo dizer à sua esposa?" perguntou o indiano. "Nada", respondeu o ouro, "o cavaco vai dizer o que quero". 

Quando a missionária leu o bilhete no cavaco, apanhou o esquadro e entregou-o ao índio que maravilhado perguntou: "Como é que a senhora sabe que é isto que o Sr.Williams quer?" "O cavaco me deu a mensagem. Agora é só entregar-lhe o esquadro". Voltando, o índio perguntou ao missionário: "Como foi que o senhor fez o cavaco falar?" Sr. Williams tentou explicar como fez alguns riscos no pau, que significavam palavras, mas o índio não compreendeu. Amarrou o pau num barbante e usou-o no pescoço por muitos dias.
Para o índio este acontecimento foi um milagre, se bem que para nós, um fato muito comam e compreensível. Não podemos compreender, porém, como Cristo pôde dar vista aos cegos, curar leprosos, ressuscitar mortos, multiplicar os pães e peixes, andar sobre o mar, etc. Isto para nós são milagres, pois nossa mente finita não pode compreender estas coisas, porém, para Cristo, isto era e é tão natural, como nos é natural respirar. Os milagres que Ele realizou quando andou neste mundo foram meios de que Ele lançou mão, em sua misericórdia infinita, para aliviar os homens dos sofrimentos, para fazê-los compreender a Sua deidade e o Seu amor. 

Não há milagres hoje em dia. Há sim! Que milagre maior poderá ser feito do que a transformação do coração dos homens.

DUZENTAS ILUSTRAÇÕES (Livro 1)
Departamento de Escola Dominical da Junta de
Escolas Dominicais e Mocidade da
Convenção Batista Brasileira – 1947
CASA PUBLICADORA BATISTA
RIO DE JANEIRO- RJ
                                                                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário