quarta-feira, 25 de março de 2015

O Convite para a Abertura de um Bar



Dois homens estavam indo para uma grande celebração da abertura de um bar e casa de jogos em Chicago, na parte noroeste da cidade, onde eu vivia. Seria um portão para a morte e para o inferno, um dos piores lugares em Chicago. Como uma piada eles me enviaram um convite para ir à abertura. Eu peguei o convite, e desci e vi os dois homens donos do bar, e eu disse: 

“Este é um convite sincero?” 

Eles disseram que era. 

“Muito obrigado,” eu disse; “Eu ficarei por perto, e se houver alguma coisa aqui que eu não goste, eu posso ter alguma coisa a dizer sobre isto.”  

Eles disseram: “Você não irá pregar, irá?”

“Eu posso.” 

“Nós não queremos você. Não deixaremos você entrar.” 

“Como você me impedirá?” eu perguntei. “Há o convite.” 

“Nós colocaremos um guarda na porta.” 

“O que é que o guarda irá fazer com este convite?” 

"”Não deixaremos você entrar.” 

“Bem,” eu disse, “Eu estarei lá.” 

Eu dei um bom susto neles, e então eu disse: “Eu resolverei o problema; se vocês dois ficarem de joelhos e me deixar orar com vocês, eu os deixarei em paz.” 

Eu tive aqueles dois vendedores de rum de joelhos, um de um lado de mim e o outro do meu outro lado, e eu orei a Deus para salvar as suas almas e desmanchar seus negócios. Um deles tinha uma mãe Cristã, e ele tinha alguma lembrança dentro dele do que é oração. Depois que eu orei, eu disse: 

“Como vocês podem ter este tipo de negócio? Como você pode deixar este lugar aberto para arruinar os jovens de Chicago?”
Dentro de três meses a coisa inteira quebrou, e um deles se converteu pouco tempo depois. Eu nunca mais fui convidado para um bar desde então.  

Moody's Stories:Being a Second Volume of Anecdotes,
Incidents and Illustrations. D. L. Moody.
Authorized Collection: THE MOODY PRESS.
Institute Place Chicago.
Copyrighted, 1884, by F. H. Revel.
Printed in United States of America

Nenhum comentário:

Postar um comentário