sexta-feira, 20 de março de 2015

READING JAMES (KING JAMES VERSION/ALMEIDA REVISTA E CORRIGIDA)


CHAPTER 1

1 JAMES, a servant of God and of the Lord Jesus Christ, to
the twelve tribes which are scattered abroad, greeting.

2 My brethren, count it all joy when ye fall into divers
temptations;

3 Knowing this, that the trying of your faith worketh
patience.

4 But let patience have her perfect work, that ye may be
perfect and entire, wanting nothing.

5 If any of you lack wisdom, let him ask of God, that giveth
to all men liberally, and upbraideth not; and it shall be
given him.

6 But let him ask in faith, nothing wavering. For he that
wavereth is like a wave of the sea driven with the wind and
tossed.

7 For let not that man think that he shall receive any thing
of the Lord.

8 A double minded man is unstable in all his ways.

9 Let the brother of low degree rejoice in that he is exalted:
10 But the rich, in that he is made low: because as the
flower of the grass he shall pass away.

11 For the sun is no sooner risen with a burning heat, but it
withereth the grass, and the flower thereof falleth, and the
grace of the fashion of it perisheth: so also shall the rich
man fade away in his ways.

12 Blessed is the man that endureth temptation: for when he
is tried, he shall receive the crown of life, which the Lord
hath promised to them that love him.

13 Let no man say when he is tempted, I am tempted of
God: for God cannot be tempted with evil, neither tempteth
he any man:

14 But every man is tempted, when he is drawn away of his
own lust, and enticed.

15 Then when lust hath conceived, it bringeth forth sin: and
sin, when it is finished, bringeth forth death.

16 Do not err, my beloved brethren.

17 Every good gift and every perfect gift is from above, and
cometh down from the Father of lights, with whom is no
variableness, neither shadow of turning.

18 Of his own will begat he us with the word of truth, that
we should be a kind of firstfruits of his creatures.

19 Wherefore, my beloved brethren, let every man be swift
to hear, slow to speak, slow to wrath:

20 For the wrath of man worketh not the righteousness of
God.

21 Wherefore lay apart all filthiness and superfluity of
naughtiness, and receive with meekness the engrafted word,
which is able to save your souls.

22 But be ye doers of the word, and not hearers only,
deceiving your own selves.

23 For if any be a hearer of the word, and not a doer, he is
like unto a man beholding his natural face in a glass:

24 For he beholdeth himself, and goeth his way, and
straightway forgetteth what manner of man he was.

25 But whoso looketh into the perfect law of liberty, and
continueth therein, he being not a forgetful hearer, but a
doer of the work, this man shall be blessed in his deed.

26 If any man among you seem to be religious, and bridleth
not his tongue, but deceiveth his own heart, this man’s
religion is vain.

27 Pure religion and undefiled before God and the Father is
this, To visit the fatherless and widows in their affliction,
and to keep himself unspotted from the world.

Tiago 1.1   Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que andam dispersas: saúde.

1.2   Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações,

1.3   sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência.

1.4   Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.

1.5   E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada.

1.6   Peça-a, porém, com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte.

1.7   Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa.

1.8   O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.

1.9   Mas glorie-se o irmão abatido na sua exaltação,

1.10   e o rico, em seu abatimento, porque ele passará como a flor da erva.

1.11   Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece; assim se murchará também o rico em seus caminhos.

1.12   Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.

1.13   Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta.

1.14   Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.

1.15   Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.

1.16   Não erreis, meus amados irmãos.

1.17   Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação.

1.18   Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas.

1.19   Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.

1.20   Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.

1.21   Pelo que, rejeitando toda imundícia e acúmulo de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar a vossa alma.

1.22   E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.

1.23   Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural;

1.24   porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de como era.

1.25   Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.

1.26   Se alguém entre vós cuida ser religioso e não refreia a sua língua, antes, engana o seu coração, a religião desse é vã.

1.27   A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário