quarta-feira, 8 de abril de 2015

READING GENESIS (KING JAMES VERSION/ALMEIDA REVISTA E CORRIGIDA)



 CHAPTER 15

1 AFTER these things the word of the LORD came unto
Abram in a vision, saying, Fear not, Abram: I am thy
shield, and thy exceeding great reward.

2 And Abram said, Lord GOD, what wilt thou give me,
seeing I go childless, and the steward of my house is this
Eliezer of Damascus?

3 And Abram said, Behold, to me thou hast given no seed:
and, lo, one born in my house is mine heir.

4 And, behold, the word of the LORD came unto him,
saying, This shall not be thine heir; but he that shall come
forth out of thine own bowels shall be thine heir.

5 And he brought him forth abroad, and said, Look now
toward heaven, and tell the stars, if thou be able to number
them: and he said unto him, So shall thy seed be.

6 And he believed in the LORD; and he counted it to him for
righteousness.

7 And he said unto him, I am the LORD that brought thee
out of Ur of the Chaldees, to give thee this land to inherit it.

8 And he said, Lord GOD, whereby shall I know that I shall
inherit it?

9 And he said unto him, Take me an heifer of three years
old, and a she goat of three years old, and a ram of three
years old, and a turtledove, and a young pigeon.

10 And he took unto him all these, and divided them in the
midst, and laid each piece one against another: but the birds
divided he not.

11 And when the fowls came down upon the carcases,
Abram drove them away.

12 And when the sun was going down, a deep sleep fell
upon Abram; and, lo, an horror of great darkness fell upon
him.

13 And he said unto Abram, Know of a surety that thy seed
shall be a stranger in a land that is not theirs, and shall
serve them; and they shall afflict them four hundred years;

14 And also that nation, whom they shall serve, will I
judge: and afterward shall they come out with great
substance.

15 And thou shalt go to thy fathers in peace; thou shalt be
buried in a good old age.

16 But in the fourth generation they shall come hither
again: for the iniquity of the Amorites is not yet full.

17 And it came to pass, that, when the sun went down, and
it was dark, behold a smoking furnace, and a burning lamp
that passed between those pieces.

18 In the same day the LORD made a covenant with Abram,
saying, Unto thy seed have I given this land, from the river
of Egypt unto the great river, the river Euphrates:

19 The Kenites, and the Kenizzites, and the Kadmonites,

20 And the Hittites, and the Perizzites, and the Rephaims,

21 And the Amorites, and the Canaanites, and the
Girgashites, and the Jebusites.

Gênesis 15.1   Depois destas coisas veio a palavra do SENHOR a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão.

15.2   Então, disse Abrão: Senhor JEOVÁ, que me hás de dar? Pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer.

15.3   Disse mais Abrão: Eis que me não tens dado semente, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro.

15.4   E eis que veio a palavra do SENHOR a ele, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de ti será gerado, esse será o teu herdeiro.

15.5   Então, o levou fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente.

15.6   E creu ele no SENHOR, e foi-lhe imputado isto por justiça.

15.7   Disse-lhe mais: Eu sou o SENHOR, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para a herdares.

15.8   E disse ele: Senhor JEOVÁ, como saberei que hei de herdá-la?

15.9   E disse-lhe: Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, e uma rola, e um pombinho.

15.10   E trouxe-lhe todos estes, e partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu.

15.11   E as aves desciam sobre os cadáveres; Abrão, porém, as enxotava.

15.12   E, pondo-se o sol, um profundo sono caiu sobre Abrão; e eis que grande espanto e grande escuridão caíram sobre ele.

15.13   Então, disse a Abrão: Saibas, decerto, que peregrina será a tua semente em terra que não é sua; e servi-los-á e afligi-la-ão quatrocentos anos.

15.14   Mas também eu julgarei a gente à qual servirão, e depois sairão com grande fazenda.

15.15   E tu irás a teus pais em paz; em boa velhice serás sepultado.

15.16   E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia.

15.17   E sucedeu que, posto o sol, houve escuridão; e eis um forno de fumaça e uma tocha de fogo que passou por aquelas metades.

15.18   Naquele mesmo dia, fez o SENHOR um concerto com Abrão, dizendo: À tua semente tenho dado esta terra, desde o rio do Egito até ao grande rio Eufrates,

15.19   e o queneu, e o quenezeu, e o cadmoneu,

15.20   e o heteu, e o ferezeu, e os refains,

15.21   e o amorreu, e o cananeu, e o girgaseu, e o jebuseu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário