quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O AMOR QUE EU NECESSITO: ANDREW MURRAY (1828-1917)




O AMOR QUE EU NECESSITO

é o próprio Deus vindo ao meu coração. Nenhuma gota de amor eterno, celestial, verdadeiro e puro pode vir a nós, mas Deus pode ser movido a dá-lo como um ato de Sua graça. [...].

     Mas o amor do céu, o amor da eternidade, que permanecerá, o amor que não está na carne, mas este amor vem do céu, este amor é Deus, e se eu querer este amor, eu devo ter Deus. Que pensamento! Oh! deixe o coração se curvar em humilde louvor.  Eu quero este grande Deus para vir a mim e tomar conta de mim e fazer-me um vaso moldado para o seu uso, para que Ele possa me encher com amor. Deixe o coração dizer: “Sim! Meu Deus! toma-me e enche-me com amor, pela causa do Teu Filho que morreu no Calvário.”

LOVE MADE PERFECT.

ANDREW MURRAY (1828-1917).

FLEMMING H. REVELL COMPANY. 1894, p. 8-9.

Nenhum comentário:

Postar um comentário