terça-feira, 13 de outubro de 2015

MÊS DA REFORMA PROTESTANTE: MARCAS DA FÉ EVANGÉLICA NO BRASIL - DIA 13





PERSEGUIÇÃO NA BAHIA
Para S. M. o Imperador e o Exm. Sr. Ministro da Guerra verem

“Há certa de um mês permanecem presos uns cinco soldados do 9.” Batalhão do Exército nesta cidade, pelo alegado crime de terem assistido algumas vezes ao culto protestante, de possuírem e lerem Escrituras Sagradas e mais alguns livros religiosos e conservarem sobre o assunto com alguns companheiros dentro do quartel. Houve conselho de investigação e consta que os autos foram remetidos para a repartição de guerra na Corte, onde se diz: provavelmente descansarão pedra em cima, enquanto os coitados levam uma boa sova de cadeia, embora sendo pela maior parte músicos, estejam empregados no consumado serviço dentro e fora do quartel.Ocorre que um destes homens, por nome Manoel Francisco Bernardino, tem servido 17 anos no exército, fazendo a campanha do Paraguai, e que seu tempo acabou a 16 do corrente. É testemunho constante que ele tem sido boa praça, e que é de vida exemplar. É homem casado, tem 4 filhinhos e tem fama de ser bom esposo e bom pai. Esperava agora voltar para seu terrão natal, descansar das fadigas de seu longo serviço à Pátria e cuidar nos interesses da sua família.

Como patriota e cidadão leal de meu país protesto contra a clamorosa injustiça que está se praticando contra estes pobres homens, em flagrante violação da constituição e das leis do Império, que proíbem toda a perseguição por motivos de religião; e invoco para a matéria a atenção de S. M. o Imperador e do Exm. Sr. Ministro da Guerra, na certeza que não poderão sancionar um procedimento tão infenso às instituições, como aos interesses do país.”

Bahia, 26 de Março de 1884.

ALEXANDRRE FLORENCIO DA GAMA

IMPRENSA EVANGELICA.
VOL. XX, Nº 7, SÃO PAULO, 12 DE ABRIL
DE 1884, p. 49.

Nenhum comentário:

Postar um comentário