sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O AMOR CONSTRANGE




Faz alguns anos, edificamos um templo em Chicago e por isso estávamos muito ansiosos por mostrar ao povo o amor de Deus. Pensávamos que, se não pudéssemos inculcá-lo nos corações mediante a pregação, trataríamos de gravá-lo a fogo neles. Assim, com esta intenção, fizemos colocar no púlpito estas palavras com luzes: "DEUS É AMOR". 

Numa noite em que caminhava certo homem pela rua, olhou por dentro da porta da igreja e viu o texto. Era um pobre pródigo. Seguindo adiante o seu caminho ele pensou: "Deus é Amor". . . Não!.. . Ele não me ama, porque sou um desgraçado pecador." Tratou de esquecer-se do texto, porém ele parecia brilhar perante os seus olhos com letras de fogo; com este pensamento caminhou mais adiante, mas voltou atrás e entrou no templo. 

Não ouviu o sermão; mas as palavras deste lacônico trecho se haviam gravado profundamente em seu coração e isto bastou.

É de pouca importância o que digam os homens, se somente a Palavra de Deus tem entrada no coração do pecador. Ele ainda permaneceu depois da bênção e eu o encontrei chorando como uma criança. Expliquei-lhe as Escrituras e a luz do Evangelho brotou em seu coração, o que fez com que se regozijasse em Cristo. 

D. L. MOODY 

 http://www.iasdemfoco.net/ilustracoes/

Nenhum comentário:

Postar um comentário