quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

MORRER PARA SI MESMO




      Como pode um homem estar morto para o pecado se ele não estiver morto para si mesmo? O eu é a própria raiz do pecado. Não há nenhum pecado se não há nenhum eu. Você pode lançar fora os pecados dos homens, e você pode adornar o homem interior até que você pense que não há nenhum pecado lá; mas se o eu está lá, o pecado está lá também. Vamos pedir a Deus para que Ele possa nos ensinar o que é desistir do eu. Vamos então vir e pedir a Deus pela graça de desistir de nós mesmos para ir a Ele como nunca tínhamos feito antes. Amigo, Deus é amor.


LOVE MADE PERFECT.

ANDREW MURRAY (1828-1917).

FLEMMING H. REVELL COMPANY. 1894, p. 26-27.

Nenhum comentário:

Postar um comentário