quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

NOSSA COMUNHÃO COM DEUS




Nosso relacionamento inteiro com o Senhor Jesus deve ser uma coisa nova. Eu devo crer em Seu amor infinito, que realmente anseia ter comunhão comigo a cada momento e manter-me desfrutando de Sua comunhão. Eu devo crer em Seu divino poder, que tem vencido o pecado e verdadeiramente me manterá longe do pecado. Eu devo crer Naquele que, como o Grande Intercessor, através do Espírito, inspirará cada membro de Seu Corpo com alegria e poder para a comunhão com Deus em oração. Minha vida de oração deve ser trazida completamente debaixo do controle de Cristo e de Seu amor. Então, pela primeira vez, a oração se tornará o que realmente é, o respirar jubiloso e natural da vida espiritual, pelo qual a atmosfera celestial é inalada e então exalada na oração.

THE PRAYER LIFE.   
ANDREW MURRAY (1828-1917). 
MOODY PRESS CHICAGO, p. 31-32.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário