sexta-feira, 1 de abril de 2016

O CÉU – D. L. MOODY



 
 Estava com um amigo a caminho da igreja, quando ele me fez a seguinte pergunta:

 – Moody, que tema vai usar esta noite?

Respondi-lhe que ia pregar sobre o céu. Notando o seu semblante carregado, indaguei:

– Que se passa?

– Por que não fala acerca de um assunto prático?, sugeriu ele. Ninguém conhece o céu; especula-se apenas de como será.

– Bem, disse eu, se o Senhor Jesus não quisesse que nós falássemos do céu, ele não teria falado tanto dele.

A Escritura é útil para ensinar e fala muito do céu. Estevão, “fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus” (Atos 7:55); e João teve uma grande revelação do céu.

Se você tivesse planos de emigrar para um determinado país e eu acabado de regressar, estivesse para ir falar dele, certamente você iria ouvir-me a fim de saber quanto lhe dizia respeito: o clima, as pessoas e os costumes. Mas agora temos informações de Alguém que veio do céu, o Filho de Deus. Além disso, temos outras informações provenientes de anjos e outras pessoas que lá vivem.

Em primeiro lugar, quero dizer que o céu é um lugar, real como o é a cidade do Rio de Janeiro. Um panteísta disse-me certa vez que Deus não está em um determinado lugar, mas em todos os lugares. Porém, os que conhecem a Bíblia sabem que Deus vive no céu. Sabe-se acaso a que distância está o céu? Não. O sol está a cerca de 140 milhões de quilômetros de Chicago, mas brilha noutras cidades dia após dia. Estou certo que Deus, da mesma maneira, vivendo no céu, pode brilhar em nós. Seus olhos nos veem. Seus ouvidos ouvem o mais débil sussurro de nossas orações. Ele é um Deus que vive perto e não afastado.

Sabem Quem está no céu com Deus? a Bíblia afirma que é Jesus Cristo. Seus discípulos viram-no no Monte das Oliveiras subir ao céu, onde está à mão direita do Pai, intercedendo por nós. Os anjos lá estão também e às vezes descem a visitar-nos. Sabemo-lo porque a Bíblia diz: “Não são porventura, todos eles espíritos ministradores enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação?” (Hebreus 1:14). Os homens santos estão lá. Apocalipse no-lo diz. As crianças estão no céu, porque as Escrituras dizem: “dos tais é o Reino dos céus” (Mateus 19:14). Deus permita que também você lá possa entrar.

Algumas pessoas estão ansiosas por saber se reconhecerão no céu familiares e amigos. Uma passagem bíblica responde à pergunta:

“quando acordar me satisfarei com a Tua semelhança” (Salmo 17:15). Penso que o versículo quer dizer que teremos tudo que desejarmos. Quer você reconhecer amigos e familiares? Assim então será.

Em Lucas 10:20 Cristo diz aos Seus discípulos que devem regozijar-se por os seus nomes estarem escritos no céu. Lembro-me de quando estive com um grupo numa cidade em que não havia lugar no hotel. Perguntei a alguém do grupo aonde ir.

– Eu vou ficar aqui, neste hotel.

– Como pode você ficar e nós não?

– Porque mandei o meu nome com antecedência e reservaram-me um quarto.

O mesmo devemos fazer nós: mandar os nossos nomes e tê-los escritos no céu; então haverá um lugar preparado pelo próprio Jesus Cristo.

É pessoal esta pergunta: “Está o seu nome escrito no céu?”

–Claro que sim – disse alguém – pertenço à Primeira Igreja de ______.

Bem, mas os livros de Deus são diferentes dos das igrejas. Judas foi um dos doze discípulos. Satanás cantou uma vez aleluias na glória. Que diremos deles? E vocês, pais, como responderiam a esta pergunta: Estão os nomes de meus filhos escritos no céu? Se não, a quem atribuiremos a culpa?

   Cristo disse aos discípulos: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam” (Mateus 6:19-20).

– Dwight L. Moody

O ARAUTO DA SANTIDADE.
MARÇO de 1988, p. 15.

Nenhum comentário:

Postar um comentário