quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

O FURTO DE TRIGO



 https://secure.static.tumblr.com/daccbf247d40c69f41facebb0c3354ca/p0keixm/mJ0nbac3j/tumblr_static_wheatbreadhornyjack.jpg
“Porventura não considera Ele os meus caminhos, e conta todos os meus passos?” Jó 31:4.

     Um homem costumava ir furtar o trigo ao campo do seu vizinho, levou uma vez em companhia dele, um filho que tinha, com alguns 8 anos de idade. Foram avançando, pé ante pé, escondendo-se debaixo das árvores e escutando; – tudo era silêncio! Enfim chegaram ao lugar destinado e o pai disse ao filho em voz baixa:

– Olá, João, pega no saco, enquanto eu espio não venha alguém. 

Trepou sobre uma rede, e olhou atentamente para todos os lados; depois desceu dizendo: “É tempo agora”.

– Meu pai, disse o menino com a voz trêmula, esquece de olhar para acolá; (apontando para o céu). O homem, julgando que ele avistara alguém murmurou com ansiedade:

– Para onde, menino, para onde?

– Meu pai, esqueceste-vos de reparar se Deus nos estará olhando, disse o pequeno.
   
    Narra a história que o homem ficou tão impressionado pelas palavras do seu filhinho, que voltou para casa, e nunca mais se atreveu a praticar semelhante maldade.



O PURITANO. 
ANO IX, Nº 440, 30 DE ABRIL DE 1908, p. 5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário