terça-feira, 19 de maio de 2015

TAL QUAL ESTOU



      Há algum tempo atrás um garoto pobre veio a um Missionário da Cidade com um pedaço de papel desgastado e sujo. Ele disse: “Por favor, senhor, meu pai me enviou para conseguir um papel limpo como este.” Abrindo-o, o missionário descobriu que era um folheto, contendo este belo hino:

Tal qual estou, eis-me Senhor,
Pois o Teu sangue remidor.
Verteste pelo pecador;
Oh Salvador, me achego a Ti!”

     O homem perguntou ao garoto onde ele conseguiu o folheto, e porque ele queria um folheto limpo.

     O garoto respondeu: “Nós o encontramos, senhor, na bolsa da minha irmã depois que ela morreu. Ela costumava sempre cantá-lo quando estava doente, e ela o amava tanto que o meu pai quer conseguir um limpo, e colocá-lo num quadro para pendurá-lo. Você me dará um folheto limpo, senhor?”

      Este hino simples e doce dado à garotinha numa Escola Dominical, ou talvez por alguém na rua, parecer ter sido, pela bênção de Deus, o meio de trazê-la a Cristo.

“O que vem a Mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” 
João 6:37

Messages of the Love of God.
VOL. XVII, Nº 34,ST. Louis-Missouri, December, 19, 1915, 
 p. 138.

Nenhum comentário:

Postar um comentário