domingo, 25 de outubro de 2015

A CHAVE DO PARAÍSO



 Em uma pequena igreja de Cevennas, França, haviam recebido um pomposo quadro que representava São Pedro com a chave do Paraíso em suas mãos. Os aldeões e, na maioria, as aldeãs, iam aos montes à igreja para admirar esta obra de arte. Todos estavam ao redor do quadro quando chegou o cura e se pôs a explicar a seus fieis o significado. Quando chegou à chave, uma pobre aldeã exclamou:

 – Ah, senhor cura, a chave do Paraíso eu a tenho no bolso!

– Você a tem em seu bolso? – respondeu o sacerdote surpreendido; deixe-me vê-la.

Então a valente mulher sacou do bolso de seu avental um pequeno Novo Testamento que sempre levava consigo, e o levantou em triunfo por cima de todos, exclamando:

– Aqui esta senhor cura, a minha chave do Paraíso. Aqui encontro que Jesus Cristo morreu por mim, e que, pelo sacrifício de Si mesmo, me abriu a porta do Reino dos Céus. Quando eu me apresentar diante Dele, Lhe recordarei as Suas promessas que estão escritas neste livro, e a entrada no céu será me será plenamente outorgada.

EL RAYO DE LUZ.
Tomo IV, Nº 08, Talcahuano-Chile, 20 De Agosto de 1928, p. 2.

Disponível em: 

http://descubre.bibliotecanacional.cl

Nenhum comentário:

Postar um comentário