quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

25 REFLEXÕES DE NATAL: PARTE III



 
No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, 
e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, 
e sem Ele nada do que foi feito se fez.  
Nele, estava a vida e a vida era a luz dos homens;  
e a luz resplandece nas trevas, 
e as trevas não a compreenderam.

João 1:1-5

O Natal de Jesus
       O que representa o Natal para cada coração?

        Eu não tenho palavras para dizer o que o Natal representa para mim, pois comemoro neste dia o nascimento do meu Salvador. 

        Deus Pai olhando para o mundo e vendo-o cheio de pecados, resolveu mandar-nos o Seu Filho. Quando Jesus era pequenino, deitado em uma manjedoura, simbolizando deste modo a humildade e a obediência, já o Pai O via homem cheio de sabedoria, ensinando o caminho, curando enfermos, ressuscitando mortos; também via o povo, aquele mesmo povo que recebia os Seus benefícios, levantar-se contra Ele, via Judas vendendo-O, Pedro negando-O, Pilatos entregando-O aos Judeus, e, afinal, via-O pregado em uma cruz. Para que? Para morrer no lugar dos pecadores, oferecendo deste modo a todo o que crê, o perdão dos seus pecados.

    Se Jesus não tivesse nascido não seríamos ainda perdoados.

    Comemoremos, pois, o Natal de Jesus, dando-Lhe o que temos de melhor, dando-Lhe o nosso coração, pois Ele é a Luz, é o Caminho, é o Perdão!
                                              G. Almeida
         
JORNAL A PENNA EVANGELICA.
ANO XI, Nº 482, Cuiabá-MT, 2 de Janeiro de1937, p. 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário