domingo, 27 de março de 2016

O que faremos de Jesus? (Daiane Firme Cavalcante)




O que faremos de Jesus?
(Daiane Firme Cavalcante)

A grande questão da vida não é: “De onde viemos?”, ou “Para onde iremos?”. A grande questão da vida é: “O que faremos de Jesus?” A resposta a esta pergunta define onde passaremos a eternidade.

O que faremos de Jesus?

O que faremos com este Jesus que desceu do Céu, foi Carpinteiro em Nazaré e entregou Sua vida num madeiro para perdoar e salvar o mais vil dos pecadores?

O que faremos de Jesus?

Pilatos não achou culpa alguma em Jesus, mas como povo clamou: “Crucifica-O, crucifica-O” (Lucas 23:21), Pilatos se viu obrigado a soltar o assassino Barrabás (Lucas:19) e Jesus foi escolhido pelo povo para ser crucificado.

O fariseus odiavam Jesus, pois eles conheciam a Palavra de Deus, mas não praticava o que as Escrituras dizem.

Judas era um dos doze discípulos, que além de roubar as ofertas que Jesus pedia nos cultos para a manutenção de Seu ministério terreno, teve a maligna ideia de trair o Salvador, trocando-O por 30 peças de prata (Mateus 26:15), pecando contra o sangue inocente (Mateus 27:4).

O centurião e os outros soldados que guardaram o corpo de Jesus reconheceram: “Verdadeiramente este Homem era Filho de Deus” (Mateus 27:54).

Junto à Cruz do Salvador foram postos dois ladrões, um à direita e outro à esquerda do Salvador. Um ladrão não quis saber de arrepender-se, e, assim, mesmo à beira da morte, rejeitou reconhecer Jesus como seu Salvador. 

O outro ladrão, tão mau quanto o primeiro reconheceu ser o Salvador do mundo Aquele Homem, pendurado no madeiro,  sofrendo a agrura de ser condenado pelo pecado de toda a humanidade, e pediu para Jesus se lembrar dele quando entrasse em Seu Reino, e, assim aquele ladrão malvado reconheceu que, naquele rude madeiro estava o Salvador.

Jesus foi à cruz, entregando-se voluntariamente, para que nós pudéssemos sermos salvos da condenação do pecado. O pecado destrói o ser humano e o torna escravo da corrupção e da destruição que o engano do pecado causa no coração humano.

Quando o ser humano despreza o “Vinde a Mim” de Jesus ele está rejeitando a Porta da salvação que é o Senhor Jesus. O desprezo pelo sacrifico de Jesus e o ato de não aceitar Jesus como Senhor e Salvador de sua vida condenará a alma humana à perdição eterna, e, assim, o destino final daquele que rejeita Jesus será o inferno, onde haverá choro e ranger de dentes (Lucas 13:28).

Por que esperar para decidir o que fazer de Jesus?

Jesus disse que Ele é “o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim.” João 14:6

Hoje, Jesus Cristo te concede a oportunidade de vir a Ele e recebê-Lo como Senhor e Salvador.

Não demores a decidir o que fazer de Jesus. 



Jesus disse: “Eu sou a porta; se alguém entrar por Mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens." João 10:9. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário