sexta-feira, 15 de abril de 2016

Uma vez...




Uma vez...

Era eu então uma criançola, quando me falavam na religião evangélica...

Eu sempre pensei que essa religião era idêntica a essas tantas outras que existem na terra. Mas uma vez eu fui apreciar um culto e assim que entro no salão tão vasto, ornando com alguns quadros contendo belos versículos bíblicos meu coração sentiu uma das melhores impressões que se pode sentir na vida.

Dentre os quadros destacava-se, no centro da parede do lado direito de quem entra; o que meus amigos!

A magnífica tábua do Sinai mostrando o que o povo deve fazer para poder ter uma dilatada vida sobre a terra; são os dez mandamentos da lei de Deus, tal como se pode ver nas Escrituras Sagradas.

Meus amigos, não estou escrevendo mentira: estou expondo a pura verdade.

E desta vez eu olhei a Bíblia e fui gostando, até que conheci o que é a religião de Cristo.

Cristo, num versículo da Bíblia diz: Ninguém vai ao Pai senão por mim. Noutro diz: vinde  a Mim todos vós que vos achais carregados, e Eu vos aliviarei.
Cristo vos chama e vos não quereis ver, oh! meus amigos, é preciso arrepender-se cada qual dos muitos pecados que tem cometido,para poder ter a salvação; a salvação da alma.

É preciso que deixe as cousas do mundo, para pensar nas cousas que dizem respeito à salvação da alma.

Pois eu, meus amigos, na verdade digo: não conheço e nem pode existir na terra, religião em que uma pessoa possa se salvar, sem ser por meio das santas palavras de Cristo, conforme estão escritas nas Escrituras Sagradas.

Meus amigos: desde então fiquei conhecendo que muita gente ainda iludida por esta quantidade de hipócritas que infestam a nossa terra, e desta vez fiquei conhecendo a verdade.

JORNAL O MENSAGEIRO. Ano V, nº20.
São Francisco-SC. 15 de Novembro de 1918, p. 2.



Nenhum comentário:

Postar um comentário