sexta-feira, 10 de março de 2017

10 DE MARÇO DIA DO PRIMEIRO CULTO EVANGÉLICO NO BRASIL


10 DE MARÇO
DIA DO PRIMEIRO CULTO EVANGÉLICO NO BRASIL

    No dia 10 de Março de 1557 três pastores evangélicos franceses, conhecidos como huguenotes, realizaram no Rio de Janeiro-RJ, o Primeiro Culto Evangélico do Brasil. Os nomes destes pastores eram Jean du Bourdel, Matthieu Verneuil e Pierre Bourdon.

    A palavra ministrada foi Salmo 27:4, que diz: “Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e inquirir no seu templo.” Salmos 27:4

O MARTÍRIO DOS HUGUENOTES
[...]. “A ideia missionária sempre existiu nas Igrejas Protestantes, tanto assim que em 1556, Vilaigaignon, propôs a Colegny o estabelecimento de uma colônia protestante na América e que servisse de refúgio e de asilo para os protestantes perseguidos pelo clero romano na Europa. Esta proposta foi aceita e o grande reformador Calvino mandou para o Brasil a 10 de Dezembro de 1556, cerca de 14 ministros e candidatos ao ministério para o estabelecimento do culto e catequese dos nossos silvícolas.
    Vilaigaignon estabeleceu-se na Baía do Guanabara, na ilha que infelizmente, ainda hoje, conserva o seu nome.
     Logo, depois da chegada dos ministros Vilaigaignon principiou a evidenciar a traição que armara contra os huguenotes, maltratando os pastores Richier e Chartier, e mais tarde assassinando a Jean Du Bourdel. Matheu Vermeil, e Pierr Bourdon, cujos cadáveres foram lançados na Baía do Guanabara  - belo e grandioso relicário dos primeiros mártires do Novo Mundo!
       O martírio desses huguenotes deu-se a 9 de Fevereiro de 1558.
     Um dos huguenotes, João Bolés, que fugira aos maus tratos de Vilaigaignon, o CAIM DA AMÉRICA, apareceu em S. Vicente em 1559, onde foi preso pelo Padre Luiz da Gram. Daí foi para a Bahia, onde esteve num cárcere e onde tentaram matá-lo por duas vezes. E dali veio para o Rio de Janeiro, onde foi martirizado a 20 de Janeiro de 1567[...].
      Coube ao Brasil receber os despojos dos primeiros mártires do trabalho missionário evangélico realizado pelos protestantes, o que nos serve de auspicioso augúrio de que, em breve, o Brasil será uma nação verdadeiramente cristã, ou protestante.”


Jornal O Puritano. Ano II, nº 83.

Rio de Janeiro-RJ, 3 de Janeiro de 1901, p. 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário