quarta-feira, 31 de julho de 2013

SÁBIOS CONSELHOS V


           Pela misericórdia e pela verdade expia-se a iniquidade; 
e pelo temor do Senhor os homens se desviam do mal. 
PROVÉRBIOS 16:6




terça-feira, 30 de julho de 2013

SÁBIOS CONSELHOS IV



O que presto se ira fará doidices...
Provérbios 14:17

segunda-feira, 29 de julho de 2013

DE SI MESMO ESQUECER...



Reunimo-nos aqui
AUTOR: BRUCE THOMAS BALLINGER (1945-2004)
TÍTULO ORIGINAL: WE HAVE COME INTO HIS HOUSE
1. Reunimo-nos aqui
Para glorificar Seu nome!
Reunimo-nos aqui
Para glorificar Seu nome,
Senhor!
Adorai o Rei Jesus, Senhor.

2. De si mesmo esquecer
E só pensar em Cristo,
O Rei Jesus!
De si mesmo esquecer
E só pensar em Cristo,
O Rei Jesus, Senhor!
Adorai o Rei Jesus, Senhor.

3. Levantemos nossas mãos
Para glorificar Seu nome!
Levantemos nossas mãos
Para glorificar Seu nome,
Senhor!
Adorai o Rei Jesus, Senhor.

4. De mãos dadas a cantar
E juntos a louvar Seu nome!
De mãos dadas a cantar
E juntos a louvar Seu nome,
Senhor!
Adorai o Rei Jesus, Senhor.

Original em inglês:

We Have Come Into His House

1. We have come into His house
And gathered in His name
To worship Him 
 We have come into His house
And gathered in His name
To worship Christ the Lord
Worship Him, Christ the Lord

2. Let's forget about yourself
And concentrate on Him
And worship Him 
  Let's forget about yourself
And concentrate on Him
And worship Christ the Lord
Worship Him, Christ the Lord

3. Let us lift up holy hands
And magnify His name
And worship Him 
 Let us lift up holy hands
And magnify His name
And worship Christ the Lord
Worship Him, Christ the Lord.

SÁBIOS CONSELHOS III




Provérbios 17:17: 
Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão.”

O Grande Amigo
AUTOR: JOSEPH MEDICOTT SCRIVEN (1820-1886)
TÍTULO ORIGINAL: WHAT A FRIEND WE HAVE IN JESUS
1. Em Jesus amigo temos,
Mais chegado que um irmão;
E nos manda que levemos,
Tudo a Deus em oração!
Oh que paz perdemos sempre,
Oh que dor no coração;
Só porque nós não levamos
Tudo a Deus em oração!
2. Temos lidas e pesares,
E na vida tentação;
Não ficamos sem conforto,
Indo a Cristo em oração.
Haverá um outro amigo
De tão grande compaixão?
Os contritos Jesus Cristo,
Sempre atende em oração!
3. E se nós desfalecemos,
Cristo estende nos a mão;
Pois é sempre a nossa força
E refúgio em oração.
Se este mundo nos despreza,
Cristo é nosso em oração;
Em Seus braços nos acolhe,
E nos dá consolação!

domingo, 28 de julho de 2013

SÁBIOS CONSELHOS II



´´Provérbios 18:12 Antes de ser quebrantado, eleva-se o coração do homem; e, diante da honra, vai a humildade..” (Prov. 16:18). “Orgulho é o presságio da ruína, e ruína deseja ser ao menos a punição do orgulhoso. Humildade é o presságio da honra, e honra será a extensão da recompensa da humildade, ” [Matthew Henry]. Enquanto em boa saúde e sem ameaça do perigo, o homem é orgulhosamente auto-suficiente e pensa que ele é ´capitão de sua alma e mestre de seu destino`, e também é frequentemente necessário a ele ser humilhado pela tragédia para que ele possa ver a si mesmo como verdadeiramente ele é. Ninguém pode ser honrado por Deus sem ter ele primeiramente humilhado a si mesmo; note esta afirmação em 1 Pedro 5:5-6. há um lar, mas há um Deus, ambos no céu e no coração humano, e nenhum destes pode ser Deus; o homem deve abdicar do trono de seu coração antes que ele possa ser salvo e prestar honra a Deus. Você tem se submetido inteiramente ao Rei Jesus?``

sábado, 27 de julho de 2013

SÁBIOS CONSELHOS I



Provérbios 6:6-11
 
Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos e sê sábio. A qual, não tendo superior, nem oficial, nem dominador,
prepara no verão o seu pão; na sega ajunta o seu mantimento. Ó preguiçoso, até quando ficarás deitado? Quando te levantarás do teu sono? Um pouco de sono, um pouco tosquenejando, um pouco encruzando as mãos, para estar deitado, assim te sobrevirá a tua pobreza como um ladrão, e a tua necessidade, como um homem armado.
´´Nós encontramos uma advertência contra a preguiça (vv. 6-11). Uma pessoa preguiçosa, irresponsável é desafiada a aprender com a formiga e sê sábio (v. 6). Na Palestina há uma espécie de formiga que não come carne, mas alimenta-se de grãos e estoca sua comida no outono para a vinda do inverno. Aparentemente estas formigas não têm líder para guiá-las ou quem as fiscalize. Já eles trabalham melhor que muitas pessoas submetidas a uma liderança! Elas trbalham em antecipação às suas necessidades futuras. É uma própria visão do futuro necessita que motiva uma pessoa a agir. Pobreza virá sobre a pessoa que continua a cochilar enquanto ela deveria estar trabalhando. 
 
http://www.family-times.net/commentary/proverbs-61/

sexta-feira, 26 de julho de 2013

SANTUÁRIO EM TEU LOUVOR



  
Sanctuary
by John W. Thompson, Randy Scruggs
1. Lord, prepare me to be a sanctuary
Pure and holy, tried and true
With thanksgiving, I'll be a living
Sanctuary for You

 
VERSÃO EM PORTUGUÊS: 
SANTUÁRIO 
 John W. Thompson, Randy Scruggs
1. Faz de mim, Senhor,um santuário;
Puro, Santo e Verdadeiro; 
Com gratidão,eu faço esta oração,  
Um Santuário em Teu louvor.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

SERVI AO SENHOR COM ALEGRIA!




  SALMO 148

148.1   Aleluia! Louvai ao SENHOR do alto dos céus, louvai-o nas alturas.

148.2   Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todas as suas legiões celestes.

148.3   Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes.

148.4   Louvai-o, céus dos céus e as águas que estão acima do firmamento.

148.5   Louvem o nome do SENHOR, pois mandou ele, e foram criados.

148.6   E os estabeleceu para todo o sempre; fixou-lhes uma ordem que não passará.

148.7   Louvai ao SENHOR da terra, monstros marinhos e abismos todos;

148.8   fogo e saraiva, neve e vapor e ventos procelosos que lhe executam a palavra;


148.9   montes e todos os outeiros, árvores frutíferas e todos os cedros;

148.10   feras e gados, répteis e voláteis;

148.11   reis da terra e todos os povos, príncipes e todos os juízes da terra;

148.12   rapazes e donzelas, velhos e crianças.

148.13   Louvem o nome do SENHOR, porque só o seu nome é excelso; a sua majestade é acima da terra e do céu.

148.14   Ele exalta o poder do seu povo, o louvor de todos os seus santos, dos filhos de Israel, povo que lhe é chegado. Aleluia!
´´Em 1830 John Williams da London Missionary Society chegou em Sapapalii em seu navio o Mensageiro da Paz, com 8 Taitianos e professores de Rarotogan. Aqui ele foi encontrado por Malietoa Vainu'upo, um descendente direto do receptor da profecia de Nafanua. Quando Williams retornou a Samoa in 1832 ele soube que Malietoa tinha administrado obter, por meio da batalha, o título de tafa'iafa (Quatro-Em-Um), que o fez o mais alto chefe posicionado em Samoa e que ele tinha se tornado um Cristão. Os oito professores também tinham sido bem vistos e foram enviados a espalhar a Palavra através do resto da Samoa. Antes que hinários e livros de oração tivessem sido imprimidos na na Samoa em 1848, a primeira versão samoana do Novo Testamento foi imprimida, seguida de uma versão samoana do Velho Testamento em 1855.
John Williams não foi atualmente o primeiro missionário a chegar em Samoa e nem a primeira pessoa a ensinar o Cristianismo. Aventureiros e náufragos tinham estado vivendo na Samoa nos fins dos anos 1700, e tinham ensinado o Cristianismo em uma forma aleatória. Em 1828 Peter Turner, um Missionário Metodista, visitou a Samoa e soube que lá já havia Metodistas nas Ilhas. Os Metodistas tinham uma missão estabelecida em Tonga e por causa dos lares familiares entre Samoa e Tonga a religião tinha se espalhado. Turner não fixou uma missão, mas retornou para fazer isto então em 1835 com um número grande de professores Tonguenses, e foi relatado que havia cerca de 2.000 Samoanos interessados em tornar-se Metodistas.

OUÇA UM LOUVOR DA SAMOA: 

 

quarta-feira, 24 de julho de 2013

TE EXALTAMOS, SENHOR!

Louvai ao SENHOR, 
porque é bom cantar louvores ao nosso Deus; isto é agradável; decoroso é o louvor. 
Salmo 147:1




OUÇA UM LOUVOR DO KIRIBATI:

                                  

terça-feira, 23 de julho de 2013

GLÓRIA AO ALTÍSSIMO DEUS!




Louvai ao SENHOR, todas as nações; louvai-o, todos os povos.
Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a verdade do SENHOR é para sempre. Louvai ao SENHOR! SALMO 117:1-2

OUÇA UM LOUVOR DAS ILHAS FIJI:
 

segunda-feira, 22 de julho de 2013

TUDO O QUE TEM FÔLEGO: LOUVE AO SENHOR


Ensina-me, SENHOR, o teu caminho, e andarei na tua verdade; 
une o meu coração ao temor do teu nome.
Louvar-te-ei, Senhor, Deus meu, 
com todo o meu coração e glorificarei o teu nome para sempre. 

SALMO 86:11-12

OUÇA UM LOUVOR DO SURINAME:

domingo, 21 de julho de 2013

VAMOS ADORAR A DEUS!



Quão amáveis são os teus tabernáculos, SENHOR dos Exércitos!
A minha alma está anelante e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo.  
SALMO 84:1-2.

TODA A TERRA DEVE CELEBRAR AO SENHOR, CONTAR AS BÊNÇÃOS E PROCLAMAR O SEU PODER. 
OUÇA AGORA UM LOUVOR DE PAPUA NOVA GUINÉ:

sábado, 20 de julho de 2013

PRAISE THE LORD!


LOUVAI  a Deus com brados de júbilo, todas as terras. Cantai a glória de Seu nome; dai glória ao Seu louvor. Salmo 66:1-2

Ouça um louvor a Deus das Ilhas Marshall:


sexta-feira, 19 de julho de 2013

A ARCA DE NOÉ



A história de Noé nos lembra de que por mais desilusões que tenhamos acumulado em nossa vida, ainda podemos confiar em Deus. Disse Jesus:
´´ certamente estou convosco todos os dias`` (Mateus 28:20). Quando o Senhor faz uma promessa, não precisamos preocupar-nos e ficar perguntando se Ele as cumprirá ou não. Podemos ter absoluta certeza de que Ele as cumprirá! Ainda que as circunstâncias pareçam dizer que Deus se esqueceu de nós, a realidade é que o Senhor se lembra de todos quantos se atrevem a confiar Nele.
Não vivemos isolados. Cedo ou tarde, as decisões que tomamos influirão nos outros. Sendo crentes, não devemos esquecer-nos de que nossa fé pode guiar as demais pessoas à fidelidade a Deus. Nesta semana tome a decisão de confiar em Deus em todas as circunstâncias de sua vida.
Revista O mestre (aluno), volume 6. Série Vida radiante. Editora Vida. São Paulo-SP, p. 6, 1998.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

DÚVIDA...



TIAGO 1:6-8
Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento.

1.7   Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa;

1.8   homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

ORAÇÃO PELA CIDADE


 Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. ISAÍAS 55:6

ESTE EVENTO FOI REALIZADO PELA IGREJA MISSIONÁRIA CASA DE ORAÇÃO DE LIMEIRA DO OESTE-MG NO ANO DE 2007.



COMO SERVOS DE DEUS, DEVEMOS SEMPRE NOS PRONTIFICAR A ORAR PELAS NAÇÕES. NÓS SOMOS SAL DA TERRA, NÓS SOMOS A LUZ DO MUNDO.






terça-feira, 16 de julho de 2013

AS TRÊS RESSURREIÇÕES




As três ressurreições
Daiane Firme Cavalcante

Nestas três ressurreições que a Bíblia relata detalhadamente, além, claro, da própria ressurreição de Cristo, podemos perceber a maneira maravilhosa como o Senhor Jesus opera milagres e o significado da palavra PROVISÃO.
 
O problema principal que leva o Senhor Jesus a intervir nestas três situações é o mesmo: Morte. Porém, a maneira como o Senhor Jesus Cristo opera o milagre é diferente em ambos os casos.
 
Vejamos: Em 1 Pedro 4:10, nos deparamos com a expressão “multiforme graça de Deus”, e esta expressão nos faz entender que Deus não tem uma maneira única, exclusiva de abençoar, por isso Sua graça é multiforme, ou seja, se manifesta de várias maneiras.
 
A palavra providência literalmente significa providência, mas é basicamente usada para denotar a perseverança de Deus e o Seu governo sobre todas as coisas” (Easton’s Bible Dictionary)

Assim Cristo disse a Tomé: “...bem-aventurados os que não viram e creram!” (João 20:29)

I- A FILHA DE JAIRO (LUCAS 8:40-42; 49-56)

Jesus vai à casa de Jairo pouquíssimo tempo depois da morte da menina, filha de Jairo, e opera o milagre.

II- O FILHO DA VIÚVA DE NAIM (LUCAS 7:11-17)

Aqui Jesus se compadece da dor de uma mãe. O cortejo fúnebre estava partindo, mas Jesus o fez parar e ressuscitou o morto.

III-A RESSURREIÇÃO DE LÁZARO (JOÃO 11:1-45)
Neste extraordinário relato, o Senhor Jesus aparece em cena quando, pela visão humana, tudo já se tinha acabado. Não havia mais esperança, pois já fazia quatro dias que Lázaro havia morrido.

No versículo 21 do capítulo 11 do Evangelho de João, podemos ver Marta numa posição acusatória contra o Senhor Jesus: “Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão.”

Jesus lhe responde com ternura no versículo 23, mostrando que Ele tem poder em qualquer situação: “Declarou-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir.” Jesus Cristo com esta atitude mostrou à Marta e a todos os crentes incrédulos que não existe “tarde demais” para o poder de Deus entrar em ação.

Deus sempre age. Basta somente crer, pois assim mesmo Cristo disse: “Não temas; crê somente.”

segunda-feira, 15 de julho de 2013

LOUVAI AO SENHOR

TUDO QUANTO TEM FÔLEGO LOUVE AO SENHOR.
                      SALOMO 150:6

FOTOS DA APRESENTAÇÃO DO GRUPO DE COREOGRAFIA UNIDOS VENCEREMOS DA IGREJA MISSIONÁRIA CASA DE ORAÇÃO DE PARANAÍBA-MS NO DIA DO EVANGÉLICO DA CIADE DE NOVA GRANADA-SP, NO DIA 13/07/2013.



O VALOR DA HUMILDADE


LUCAS 18:9-14
18.9   E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros:

18.10   Dois homens subiram ao templo, a orar; um, fariseu, e o outro, publicano.

18.11   O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou, porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

18.12   Jejuo duas vezes na semana e dou os dízimos de tudo quanto possuo.

18.13   O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!

18.14   Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

domingo, 14 de julho de 2013

OS DEZ TALENTOS


MATEUS 25:14-30

25.14   Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens,

25.15   e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.

25.16   E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles e granjeou outros cinco talentos.

25.17   Da mesma sorte, o que recebera dois granjeou também outros dois.

25.18   Mas o que recebera um foi, e cavou na terra,

e escondeu o dinheiro do seu senhor.


25.19   E, muito tempo depois, veio o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.

25.20   Então, aproximou-se o que recebera cinco talentos e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei com eles.

25.21   E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

25.22   E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles ganhei outros dois talentos.

25.23   Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

25.24   Mas, chegando também o que recebera um talento disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;

25.25   e, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

25.26   Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabes que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei;

25.27   devias, então, ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e, quando eu viesse, receberia o que é meu com os juros.

25.28   Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem os dez talentos.

25.29   Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver, até o que tem ser-lhe-á tirado.

25.30   Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali, haverá pranto e ranger de dentes.

sábado, 13 de julho de 2013

O BOM TESOURO


                                             

                                         MATEUS 13:52
13.52   E ele disse-lhes: Por isso, todo escriba instruído acerca do Reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas.

sexta-feira, 12 de julho de 2013

CEM OVELHAS


LUCAS 15:3-7

15.3   Então, lhes propôs Jesus esta parábola:

15.4   Qual, dentre vós, é o homem que, possuindo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove 

                                              
                                              e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la?

15.5   Achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo.

15.6   E, indo para casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida.

15.7   Digo-vos que, assim, haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

O FILHO PRÓDIGO


LUCAS 15:11-32
15.11   E disse: Um certo homem tinha dois filhos.
15.12   E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte da fazenda que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.


15.13   E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua 

e ali desperdiçou a sua fazenda, vivendo dissolutamente.
  
15.14   E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.
 
 
15.15   E foi e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos a apascentar porcos.
 
15.16   E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.

15.17   E, caindo em si, disse: Quantos trabalhadores de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome!

15.18   Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti.

15.19   Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus trabalhadores.

15.20   E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão, 

e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço, e o beijou.

15.21   E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti e já não sou digno de ser chamado teu filho.

15.22   Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão e sandálias nos pés,

15.23   e trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos e alegremo-nos,
15.24   porque este meu filho estava morto e reviveu; tinha-se perdido e foi achado. E começaram a alegrar-se.
15.25   E o seu filho mais velho estava no campo; e, quando veio e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças.
15.26   E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.
15.27   E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.
                                                                         
15.28   Mas ele se indignou e não queria entrar. E, saindo o pai, instava com ele.
15.29   Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos.
             
15.30   Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou a tua fazenda com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.
15.31   E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas.

15.32   Mas era justo alegrarmo-nos e regozijarmo-nos, porque este teu irmão estava morto e reviveu; tinha-se perdido e foi achado.