quarta-feira, 31 de agosto de 2016

BRASIL, Graças ao Deus Todo-Poderoso, Estamos livres afinal!

Livres afinal! Livres afinal! Graças ao Deus Todo-Poderoso, Estamos livres afinal!
Pastor Martin Luther King (1929-1968)



JESUS, SEGURA A MINHA MÃO - Daiane Firme Cavalcante

JESUS, SEGURA A MINHA MÃO
(Daiane Firme Cavalcante)

O amanhã parece incerto,
Mas em Cristo temos o caminho certo;
Não importa a situação,
Jesus, segura a minha mão.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O Senhor Jesus é um Salvador completo - John Charles Ryle (1816-1900)



 
O Senhor Jesus é um Salvador completo... Seu povo não é somente justificado e perdoado, mas vivificado com Ele, e feitos participantes de Sua ressurreição. A Ele, o Espírito une o pecador, e o ergue para esta união da morte para a vida. Nele os pecadores vivem, depois que eles têm crido.


Living or Dead. John Charles Ryle (1816-1900).
NEW YORK: ROBERT CARTER & BROTHERS,1852, p.31.

sábado, 27 de agosto de 2016

Ele é o Salvador dos pecadores




Ele é o Salvador dos pecadores

“Fiel é esta palavra, e digna de toda a aceitação que Jesus Cristo veio a este mundo, para salvar aos pecadores.” “A este elevou Deus por Príncipe e por Salvador.” Este motivo só trouxe a Ele a nosso mundo ímpio.

E como salva? Pondo-se em nosso lugar e sofrendo o castigo que merecíamos;

Temos transgredido a lei, mas Ele a tem perfeitamente guardado; porque “era santo, inocente, imaculado, segregado dos pecadores”.

Nós merecíamos a morte pelos nossos pecados. “A
alma que pecar, essa morrerá”. Mas Ele morreu por nós.
“Deu sua vida em redenção por muitos.” Nós estávamos
debaixo, da maldição. “Maldito todo o que não permanecer em todos as cousas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.”Porém, “Ele foi feito maldição por nós.”

Ele foi ferido pelas nossas iniquidades, foi quebrantado pelos nossos crimes, e nós fomos curados pelas suas pisaduras. Ele levou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro. “Foi por isso que Se fez homem, um objeto de desprezo e o último dos homens, um varão de dores, e experimentado nos trabalhos.”

Ele “carregou com as nossas dores.” “Foi por isto que sofreu a tentação, gemeu no Getsêmani, em sua agonia suou grossas bagas de sangue, foi açoitado, cuspido, coroado, de espinhos, e pregado na cruz; “Deu Sua vida em redenção por muitos.”

Éramos escravos; veio libertar-nos. Mas o preço que pagou, foi Seu próprio sangue. “Remidos com o sangue precioso de Cristo.”

Éramos prisioneiros, condenados a morrer, mas Ele deixou o trono de Seu Pai, veio e pôs-se em nosso logar, dizendo: “morrerei por eles para que sejam perdoados e vivam para sempre.”E agora que Ele voltou para Sua glória no céu, vive para salvar-nos. Vela sobre nós, fala-nos por Sua Palavra e por Seu Espírito; escuta nossas orações; advoga nossa causa; fortalece-nos em nossa fraqueza, e vive sempre a interceder por nós.”Assim salva-nos tanto por sua morte como por sua vida. Tem pago todas as nossas dívidas e está pronto a suprir todas nossas necessidades. Aqueles que Nele confiam salva do ferrão da morte, e livra-os da condenação no dia de juízo.

Havemos de aparecer perante o Juiz como pecadores culpados; porém se pudermos usar dessa defesa; “confiei em Jesus que morreu por mim,” Ele nos declarara logo amplamente quites, perdoados, salvos.

Ele vos diz, leitor: “Pobre pecador, tu estás em perigo do inferno; mas te eu hei trazido um perdão livre, ei te comprado com meu próprio sangue. Morri por ti, posso salvar-te. Vem a mim.

Lede Isaías 53; Atos 10: 34-43, 13:16-41; Romanos 5; 
Gálatas 3:13; I Timóteo 1:15; Hebreus 9:11-28; I Pedro 1:18, 19, 2: 24.
(Traduzido)

Jornal Imprens Evangelica. Vol. II, nº 19.
Rio de Janeiro-RJ, 6 de Outubro de 1866, p. 148.
<Disponível em: memoria.bn.br>

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

INVOCAR DO ALTO O ESPÍRITO DE VERDADE




Unamos pois as nossas súplicas no intuito de invocar do alto o Espírito de verdade para que convença aos incrédulos, desperte aos indiferentes, e em todos opere um sincero arrependimento de seus pecados e uma viva fé em Jesus Cristo. – Ashbel Green Simonton (1833-1869)

Jornal Imprensa Evangelica. Ano XXV, nº45.
Rio de Janeiro-RJ, 9 de Novembro de 1889, p. 354.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

LEITURA DEVOCIONAL




My son, if sinners entice thee, consent thou not.
Proverbs 1:10

Filho meu, se os pecadores, com blandícias,
te quiserem tentar, não consintas.
Provérbios 1:10

Sem arrependimento não há perdão, Sem perdão não há salvação - D. L. MOODY




Sem arrependimento não há perdão
Sem perdão não há salvação
D. L. MOODY

Credes que Deus possa perdoar a um homem que não quer ser perdoado? Seria ele feliz se Deus lhe perdoasse em tal estado de espírito? Não. Se fosse possível entrar no céu sem arrependimento, o próprio céu seria para ele o inferno. O céu é um lugar preparado para os que estão preparados, e para mais ninguém. Se vosso filho cometer uma falta e não quiser pedir perdão, não podeis perdoar-lhe. Se o fizerdes praticareis uma injustiça, e fareis-lhe maior mal do que bem. Suponhamos que ele fosse ao vosso escritório, tirasse de lá cem mil réis, e os desbaratasse, ao chegar ele à casa, vosso empregado vos contasse o que ele tinha feito, que ele mesmo confessasse a sua falta, mas longe de pedir perdão, dizia, ou manifestava intenção de em qualquer oportunidade repetir a falta. Dir-lhe-eis: “Bem, filho, eu te perdoo?” Não, certamente. E entretanto muita gente diz que Deus finalmente salvará a todos, quer se arrependam ou não – aos bêbados, aos ladrões, às meretrizes, aos adúlteros; a todas as pessoas, finalmente, quaisquer que sejam os seus pecados, e quer eles se arrependam ou não. “Deus é tão misericordioso!” dizem. Não vos deixeis iludir pelo deus deste mundo. É só quando vos houverdes arrependido e voltado para Deus que Ele se voltará para vós, vos perdoará e abençoará. Davi cometeu um erro funesto quando perdoou ao seu filho Absalão o crime que havia cometido sem estar arrependido; mas colheu o resultado desse erro, sendo algum tempo depois destronado por ele. Deus não comete semelhante erro. Um grande pregador disse, e muito bem, acerca do arrependimento: “O arrependimento, estritamente falando, é uma mudança de mente ou de propósito, sendo por consequência a sentença que o pecador pronuncia sobre si mesmo, em vista do amor que Deus lhe há mostrado na morte de Cristo, juntamente com o abandono de toda a confiança que tenha em si mesmo – em seus méritos, obras ou ritos que possa praticar – e a fé no único Salvador dos pecadores. O arrependimento e a fé cooperam juntamente na salvação do pecador. Quem quer crer, não tem que duvidar do seu arrependimento.” O que nos conduz a um verdadeiro arrependimento, não é tanto a grandeza do nosso pecado, quanto a grandeza do amor de Deus para conosco, que o levou a sacrificar o seu bendito Filho em nosso lugar para poder oferecer-nos um perdão que não merecíamos. O modo único, portanto, pelo qual alguém pode arrepender-se para o perdão, é crer no Senhor Jesus Cristo, “que foi entregue pelos nossos pecados, e ressuscitou para nossa justificação”.

Jornal Baptista. Ano XXII, nº9.
Rio de Janeiro-RJ, 2 de Março de 1922, p. 1.