terça-feira, 28 de março de 2017

Aprendo com os erros: Parte I


Aprendo com os erros
Parte I: Adão
   Adão foi o primeiro ser humano que existiu. Deus lhe deu um belo lar, o Jardim do Éden, todo lindo, cheio de pássaros, árvores, animais, mas Deus viu que lhe faltava algo, então Deus lhe deu uma esposa, Eva. A única função de Adão era cuidar do Éden, até então seu lar.

   Em meio a todo esplendor do Éden Deus deu uma ordem à Adão: Você pode comer as frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá.” (Gênesis 2:16-17)

Deus, como bom Pai que é, avisou Adão do mal que ocorreria se ele desobedecesse à Sua ordem.

 De repente aparece na história a Serpente Tentação, que se assemelha àqueles “amigos” que estimulam as pessoas a andarem erradas, chegou em Eva, a amada esposa de Adão, e disse: “É verdade que Deus mandou que vocês não comessem as frutas de nenhuma árvore do jardim?” (Gênesis 3:1). Eva confirmou que era verdade que Deus havia dado esta ordem. 

Mesmo vendo que Eva sabia da ordem de Deus, a Serpente Tentação não desistiu de atrair Eva para então fisgar Adão e fazê-los desobedecer a voz de Deus. Então a Serpente Tentação continuou a dizer: Vocês não morrerão coisa nenhuma! Deus disse isso porque sabe que, quando vocês comerem a fruta dessa árvore, os seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecendo o bem e o mal.” (Gênesis 3:4-5). 

A Serpente Tentação insinuou à Eva que Deus havia mentido para ela e seu marido, e Eva continuou a prosear com a velha serpente, mesmo vendo os seus intentos malignos. Eva se deixou seduzir pelas palavras da Serpente e viu que a árvore era bonita e que as suas frutas eram boas de se comer. E ela pensou como seria bom ter entendimento. Aí apanhou uma fruta e comeu; e deu ao seu marido, e ele também comeu.” (Gênesis 3:6)

Que decisão lamentável Adão e Eva tomaram! Desobedeceram a Deus, feriram o coração do Pai!

A consequência de terem obedecido à voz mentirosa da Serpente foi esta: “Deus chamou o homem e perguntou: Onde é que você está? O homem respondeu: Eu ouvi a tua voz, quando estavas passeando pelo jardim, e fiquei com medo porque estava nu. Por isso me escondi. Aí Deus perguntou: E quem foi que lhe disse que você estava nu? Por acaso você comeu a fruta da árvore que eu o proibi de comer? O homem disse: A mulher que me deste para ser a minha companheira me deu a fruta, e eu comi. Então o SENHOR Deus perguntou à mulher:  Por que você fez isso? A mulher respondeu: A cobra me enganou, e eu comi.” (Gênesis 3:9-13). 

Veja que situação: Deus confrontou Adão pelo seu pecado, e ao invés dele confessar que pecou contra Deus, o que ele fez foi acusar Deus de ter dado a ele Eva, que por conseguinte fê-lo comer o fruto da árvore proibida. Por sua vez Eva acusou a Serpente de tê-la feito pecar e também não confessou diante de Deus o seu pecado. 

Bem, o final desta história todo mundo conhece: Deus castigou a Serpente, fazendo-a rastejar pelo resto da vida; Deus castigou a Eva fazendo-a dar à luz a filhos com muita dor, e, por fim, Deus castigou à Adão fazendo-o trabalhar duro para obter o seu pão diário.

Há um hino antigo intitulado In the Garden que foi escrito por Charles Austin Miles (1868-1946), cuja tradução em português diz:“Que doce voz tem meu Senhor! Voz de amor, tão terna e graciosa, Que enche o coração, dá consolação Que só o crente goza!”. Realmente Deus tem uma doce voz e se não pararmos para escutá-Lo teremos o mesmo destino trágico de Adão e Eva: ficar longe da presença de Deus Pai. 

Muitas vezes nos desviamos da vontade de Deus ao não parar para escutar a voz do Senhor emanada de Sua Palavra, por isso nos metemos em situações embaraçosas. Deus quer nos guiar às águas tranquilas, mas quando agimos por impulso, ou seguimos os nossos sentimentos, não estamos dando espaço para o Espírito Santo nos guiar e o Espírito de Deus nos guia em toda a verdade, que é as Sagradas Escrituras. Em meio ao turbilhão da vida Deus fala conosco, pois a Bíblia diz que “a voz do Senhor ouve-se sobre as águas” (Salmo 29:3). Ouçamos a doce voz do Senhor Deus, assim seremos guiados mansamente às águas tranquilas!

Seja qual for a situação, recorra à Bíblia Sagrada e permita que o Espírito Santo fale ao mais profundo da sua alma.

segunda-feira, 27 de março de 2017

O Dever de Orar Sempre


O Dever de Orar Sempre
(Daiane Firme Cavalcante)

O dever de orar sempre e nunca desfalecer.... 
Lucas 18:1


        A oração não é algo cansativo e sem valor. A oração só é poderosa porque o Deus que a ouve é forte e poderoso o suficiente para atendê-la. Ó tu que ouve as orações (Salmo 65:2): esta afirmação está registrada nas Sagradas Escrituras, não é mero acaso, mas é para mostrar aos crentes que Deus só se move quando clamamos com fé e confiança aqui na terra. Impossível, Deus resolve; difícil, Deus também resolve.

sábado, 25 de março de 2017

PERSEVERANÇA...

     
  A salvação será a eterna recompensa de todos aqueles que perseveram até o fim. Matthew Henry (1662-1714)

Jornal O Purittano. Ano LIII, nº 2.004.

Rio de Janeiro-RJ, 25 de Janeiro de 1952, p. 4.

sexta-feira, 24 de março de 2017

A ruína do pecador


Um só rombo pode levar o navio a pique; um só pecado pode causar a ruína do pecador. – John Bunyan (1628-1688)

Jornal O Puritano. Ano LI, nº 1953.

Rio de Janeiro, 10 de Outubro de 1949, p. 1.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Achegai-vos a Deus


Achegai-vos a Deus

 Achegai-vos a Deus, e Ele se chegará a vós.
Alimpai as mãos, pecadores;e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.
Tiago 4:8

     Por natureza o homem vive separado de Deus e faz o que não Lhe é agradável. A admoestação do apóstolo patenteia-nos que o homem é o causador desta separação.

     Também temos de reconhecer que muitas vezes o homem procura chegar-se a Deus, mas vai por caminhos que O não encontram.

     Alguns procuram chegar-se a Deus confiantes em seus próprios méritos, e julgando-se verdadeiros justos, quando estão completamente enganados.

     Outros procuram achegar-se pelo caminho traçado por eles mesmos.

     Notemos, no entanto, que o próprio Deus nos ensina como nos devemos achegar a Ele.

      O contexto do passo bíblico que serve de base às nossas considerações, indica que se trata de pecadores.

      Deus ama o pecador, mas abomina o pecado.

      A primeira cousa que se torna necessário fazer é o reconhecimento das próprias faltas: Senti as vossas misérias, e lamentai, e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo, em tristeza.” (Tiago 4:9)

    Afligi-vos e lamentai-vos quando a vossa atitude deveria ser a do arrependimento. Do arrependimento profundo e sincero.

      Limpai as vossas mãos, que pressurosas praticam a injustiça, purificai o vosso coração maculado, convertei o vosso riso em choro, a vossa alegria em tristeza. Meditai nos vossos atos que revelam a vossa rebeldia com Deus, o vosso Pai celestial, que vos ama e ansioso espera a vossa volta.

    Arrependei-vos, mudai de atitude, achegai-vos a Deus, e Ele se achegará a vós.

    Se arrependidos vos achegardes a Deus, os resultados serão beneficiados e seguros.

    Ele se achegará a vós com mensagem de perdão. Aparará todas as nossas culpas e vos preparará para uma vida nova, em sua augusta presença. Efetuará a limpeza do vosso coração e vos dará a salvação da nossa alma.

     Então em plena união com Deus gozareis a alegria verdadeira.
      Experimentai, pois, achegai-vos a Deus e Ele se chegará a vós.

Jornal Baptista. Ano XXXII, nº 7.

18 de Fevereiro de 1932, p. 15.

segunda-feira, 20 de março de 2017

AS TRÊS CRUZES DO CALVÁRIO (Daiane Firme Cavalcante)


AS TRÊS CRUZES DO CALVÁRIO
(Daiane Firme Cavalcante)

    No Calvário havia três cruzes, então, vamos chamá-las de Arrependimento, Salvação e Indiferença.
   O Arrependimento logo reconheceu que ao seu lado estava a Salvação e não quis deixar este mundo sem recebê-la.
    A indiferença olhou para o lado e viu a Salvação, mas não reconheceu nela a sua redenção da condição de pecador.
  A Salvação estava ao lado de ambos oferendo perdão e redenção!

    O Salvador diz: “Venham a Mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e Eu lhes darei descanso.” (Mateus 11:28)

sábado, 18 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


Ao orarmos
(As we come to You in prayer)
1. Ao orarmos Senhor,
Vem encher-nos com Teu amor.
Para o mundo agitado esquecer;
Cada dia Tua vida viver.

2. Nossas vidas vem, pois transformar,
Refrigério pra alma nos dar.
E agora com outros irmãos,

Nos unirmos a Ti em oração.

sexta-feira, 17 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


Salmo 23.1-6
O SENHOR é o meu pastor; 
nada me faltará. 

Deitar-me faz em verdes pastos, 
guia-me mansamente a águas tranquilas.

Refrigera a minha alma; 
guia-me pelas veredas da justiça 
por amor do Seu nome.

Ainda que eu andasse 
pelo vale da sombra da morte, 
não temeria mal algum,
porque Tu estás comigo; 
 a Tua vara e o Teu cajado 
me consolam.

Preparas uma mesa perante mim 
na presença dos meus inimigos,
unges a minha cabeça com óleo, 
o meu cálice transborda.

Certamente que a bondade e a misericórdia 
me seguirão todos os dias da minha vida;
e habitarei na Casa do SENHOR por longos dias.

quinta-feira, 16 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


A Cruz vazia
(Daiane Firme Cavalcante)

A Cruz vazia me diz:
Cristo vivo está!
 A Cruz vazia me diz:

Cristo voltará!

quarta-feira, 15 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


O Cordeiro de Deus - The Lamb of God
Twila Paris

1. De Deus o Filho a nós desceu; 
Pecado algum Ele cometeu. 
Ao caminhar no mundo atroz, 
Por nós se fez o Salvador.
Na rude cruz Jesus morreu; 
Escárnios vis por nós sofreu. 
Sem questionar por nós Se deu 
Em sacrifício redentor.
Refrão
Oh Salvador, me entrego a Ti, 
Pois santo és, meu Redentor. 
Com sangue vem lavar meu ser 
E me tornar qual Cristo é.


2. Da morte Cristo me salvou, 
Ao Seu redil levou-me então; 
Com Seu cajado a me guiar, 
Tornou-me mais que vencedor.

terça-feira, 14 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


Porque Ele vive (Because He lives)
Autores:Gloria Gaither e  Bill Gaither

1. Deus enviou Seu Filho Amado,
Para salvar e perdoar.
Na cruz morreu, por meus pecados,
Mas ressurgiu e agora sei que vivo está.
Refrão
Porque Ele vive, posso crer no amanhã;
Porque Ele vive temor não há (Temor não há;)
Mas eu bem sei, eu sei que a minha vida,
Está nas mãos de meu Jesus que vivo está.

2. E quando enfim chegar a hora
Em que a morte enfrentarei;
Sem medo, então, terei vitória,
Verei na glória o meu Jesus que vivo está.

segunda-feira, 13 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


For God Who said, 
Let light shine out of darkness, 
has shone in our hearts so as the Light 
for the illumination of the knowledge of the majesty and glory of God in the face of Jesus Christ. 
2 Corinthians 4:6 


Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.
2 Coríntios 4:6

domingo, 12 de março de 2017

REFLEXÃO DE PÁSCOA


REFLEXÃO DE PÁSCOA

JESUS SALVADOR
(Daiane Firme Cavalcante)

“os homens amaram mais as trevas do que a luz...”
João 3:19 (ARC)


   Os homens quando se afundam no pecado querem mais é ficar distantes da luz de Jesus, pois sabem que perante a luz todas as suas más ações tornam-se visíveis e são condenadas por Deus, por isso não suportam ouvir que são pecadores. Ao ouvirem e compreenderem que são pecadores, estes têm duas opções: Receber Cristo como Salvador pessoal e se arrepender de seus pecados ou ficar eternamente aprisionado em seus pecados. Esta é uma escolha que cada ser humano deve fazer por si mesmo. O único que pode levar o homem a Deus chama-se JESUS CRISTO.

sábado, 11 de março de 2017

REFLEXÕES DE PÁSCOA


REFLEXÕES DE PÁSCOA

Tudo começou em Belém
(Daiane Firme Cavalcante)

Deus mandou a luz ao mundo,
mas as pessoas preferiram a escuridão 
porque fazem o que é mau.”
João 3:19 (NTLH)

     Quando Jesus, que é o Verbo, se fez carne e habitou entre nós as pessoas foram indiferentes ao Seu nascimento. Ninguém quis ceder um lugar aconchegante para Cristo nascer. Tantos pobres como os ricos da cidade de Belém não prestaram atenção que algo diferente estava acontecendo naquela cidade, pois estavam mais preocupados em recepcionar os seus parentes e amigos que vieram se alistar em sua cidade natal no censo proposto pelo Imperador romano.

    Na Crucificação o mesmo aconteceu: o Salvador foi rejeitado pela maioria das pessoas presentes naquele ato. Quando inquiridos por Pôncio Pilatos se queriam libertar Cristo ou o ladrão Barrabás, a maioria dos presentes optou pelo ladrão. 

    Já na cruz o mesmo aconteceu: havia dois ladrões ao lado de Cristo na cruz; um reconheceu Jesus como Salvador, o outro não creu e rejeitou em seu último momento de vida o Salvador.

    A Bíblia afirma que: “Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores.” (1 Timóteo 1:15)

    Muitos são aqueles que dominados pelo orgulho se recusam a aceitar Cristo como Salvador, pois não querem reconhecer que são pecadores e renunciar os seus pecados.

    Mesmo sofrendo a rejeição dos pecadores Jesus cumpriu a missão para a qual foi destinador: Salvar pecadores!


    Queres ser salvo? Venha a Jesus e Ele endireitará os teus caminhos tortuosos. O Espírito Santo trabalhará em seu coração e o fará reconhecer que és pecador e que necessitas de Jesus como Salvador!